Incomodado! (Parte Final)

W. C. Moore

Como posso me despertar?

Uma das maneiras de fazer isso é obedecer a Deus. Jesus disse: “Vede os campos, pois já branquejam para a ceifa… Rogai, pois, ao Senhor” (Jo 4.35; Lc 10.2).
Olhe à sua volta e veja as necessidades na sua vida, na igreja e no mundo. Encare os fatos. Veja como estamos muito aquém do plano de Deus para nós. Sinta o encargo do Espírito por causa dessas condições terríveis e ore – ore até alcançar o coração de Deus, até que ele responda!
Vamos sacudir nosso espírito antes que Deus tenha que enviar juízo sobre nós. “Porque, se nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados” (1 Co 11.31).
Jacó tinha as promessas de Deus, mas não havia despertado ainda para realmente “deter a Deus”. Porém, surgiu uma crise na sua vida. Juízo estava despontando no seu horizonte. Esaú, o irmão ofendido anos antes, estava chegando para encontrá-lo e “quatrocentos homens com ele” (Gn 32.6). Jacó orou até tocar em Deus. Ele tomou as promessas divinas e suplicou com base nelas até que Deus tomou conta de toda a situação. Jacó deteve Deus, dizendo: “Não te deixarei ir se me não abençoares” (Gn 32.26).
O testemunho da Palavra de Deus sobre Jacó, depois que ele despertou e deteve Deus, foi este: “Como príncipe lutaste com Deus e com os homens e prevaleceste” (Gn 32.28). Deus não faz acepção de pessoas. É possível hoje despertar o espírito, orar até alcançar Deus e prevalecer!
Antes daquela noite de batalha agonizante em oração, o Senhor já havia dito para Jacó: “Torna à tua terra e à tua parentela, e te farei bem” (Gn 32.9). Mas foi preciso que Jacó despertasse a si mesmo para lutar e deter a Deus para que ele cumprisse essa palavra. 
Não é suficiente saber que Deus já prometeu alguma coisa – precisamos também pedir (Mt 7.7). “Uma vez mais cederei à súplica da nação de Israel e farei isto por ela…” (Ez 36.37, NVI). Fé, importunação e ardor desesperado – são alguns dos elementos que precisamos reunir para obter respostas dentro da vontade de Deus (Lc 18.1-8; 11.1-13; Mt 11.12).
Quem acreditará em Deus? Quem se incomodará para deter Deus? A fé acredita na Palavra de Deus e aceita a ajuda dele. A dúvida aceita as mentiras do diabo. Deus quer que acreditemos na sua Palavra. O diabo quer que duvidemos. Em qual dos dois lados você vai ficar?
“Não havendo profecia [ou visão], o povo se corrompe” (Pv 29.18). Todos nós precisamos despertar! Temos nos tornado mornos e nem o percebemos.
Ah, que o Espírito Santo traga convicção de pecados! Devemos buscar a Deus com todo o coração até que derrame seu Espírito sobre todos nós, trazendo essa consciência do pecado e o verdadeiro arrependimento. “A ninguém saudeis pelo caminho” (Lc 10.4). Seja sóbrio, seja vigilante. “Buscai o Senhor enquanto se pode achar” (Is 55.6).
Deus prometeu: “Derramarei o meu Espírito sobre toda a carne” (Jl 2.28). Clamemos a Deus, invoquemos o seu nome, levantemo-nos para detê-lo até que ele cumpra sua Palavra e envie um poderoso avivamento, um tremendo derramamento do seu Espírito sobre toda a carne em resposta às orações eficazes e fervorosas de seu povo. Dores de parto em favor dos perdidos e um profundo encargo de coração pela salvação dos perdidos acompanham todos os verdadeiros avivamentos enviados pelo Espírito Santo. “Logo que Sião esteve de parto, deu à luz seus filhos” (Is 66.8).
“De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam” (Hb 11.6).
“Preparai o caminho ao povo; aterrai, aterrai a estrada, limpai-a das pedras; arvorai bandeira aos povos” (Is 62.10).
Jesus, o Cabeça da Igreja, nosso capitão, diz: “Não fará Deus justiça aos seus escolhidos, que a ele clamam dia e noite, embora pareça demorado em defendê-los? Digo-vos que, depressa, lhes fará justiça” (Lc 18.7,8).

Link: Parte I

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta Foi a Sua Vida?


Todos Contra a Pedofilia

Bandeira do Brasil

Tempo

Tempo