Onde Estão as Lágrimas para O Avivamento? (Parte III)

 
Por: Al Whittinghill
Três Tipos de Gemido
         Há três gemidos em Romanos 8. O versículo 22 diz que “toda a criação” geme agora, esperando a nossa manifestação, eu e você, quando Deus terminar a sua obra em nós. A criação está esperando a libertação do cativeiro da corrupção, que é o resultado da queda.
         Depois passamos a um nível mais alto de gemidos. Diz que nós também gememos (v. 23). Paulo confirma isto em 2º Coríntios 5.2, dizendo que gememos no nosso tabernáculo ou corpo atual. Temos as primícias do Espírito Santo, e quando ansiamos por avivamento, quando ansiamos por santidade, quando ansiamos por diligência que está fora do nosso alcance, o Espírito geme para que sejamos revestidos e aperfeiçoados com tudo que Deus tem. Deus quer que gemamos, que ansiemos, e que avancemos para este alvo da sua completitude.
         Mais adiante ele diz (v. 26) que não só a criação geme para se libertar do cativeiro da corrupção, e o cristão geme para se libertar do corpo de carnalidade, mas o Espírito de Deus, o Consolador dentro de nós, também geme para ser livre dos laços do cativeiro. Nós o amarramos, e o limitamos às nossas orações estéreis, às nossas listas de oração e às coisas que concluímos intelectualmente que o Espírito quer ou precisa fazer. Mas não caminhamos suficientemente.
         Poder e lágrimas são eternamente interligados nas Escrituras. Se você for a Jerusalém, encontrará o que chamam de “vidros de lágrimas”. Os rabinos costumavam recolher suas lágrimas em vidrinhos para guardá-las. Isto se baseia no Salmo 56.8: “Recolheste as minhas lágrimas no teu odre; não estão elas inscritas no teu livro?” No livro do Apocalipse, Deus guarda taças de oração (Ap 5.8). A oração não se dimensiona apenas pelo tempo que se gasta; sua medida depende da intensidade, quando chegamos a um verdadeiro ponto de liberação.
         Quem poderá contemplar profundamente a maravilhosa Cruz sem lágrimas? Quem pode compartilhar a Palavra da Cruz sem lágrimas, se realmente a compreende? Quem pode olhar para as almas perdidas e para aquilo que acontece por toda parte hoje, sem lágrimas? Quem pode conhecer o coração de Deus sem lágrimas? A situação que vemos hoje demanda uma contribuição de lágrimas.
Deus Atende às Lágrimas
         As lágrimas fazem toda a diferença. Este fato não está escondido nas Escrituras, entretanto geralmente não o enxergamos e simplesmente passamos por cima. Por exemplo, foi quando os filhos de Israel gemeram e suspiraram e clamaram que Deus veio e ouviu. Ele disse: “Vi, com efeito, a aflição do meu povo no Egito, ouvi os seus gemidos, e desci para livrá-los”( Atos 7.34).
         A palavra “gemido” neste texto é muito importante. É a mesma palavra usada na passagem que diz: “O Espírito nos ajuda na fraqueza … com gemidos inexprimíveis”.
         Agora observe a palavra “ajuda”. Só é usada em uma outra ocasião no Novo Testamento, quando Marta reclamou com Jesus, e pediu que ordenasse a Maria que a “ajudasse” (Lc 10.40). Em outras palavras, Marta queria que Maria se envolvesse no serviço que estava demais para ela. Dá uma idéia de alguém que está carregando um peso muito grande, e está a ponto de não agüentar mais, quando enfim um outro chega e diz: “Deixe-me ajudá-lo antes que entre em colapso”.
         O Espírito de Deus me ajuda na minha fraqueza. Ele me auxilia com gemidos. São os mesmos gemidos do povo de Israel na escravidão do Egito, na sua angústia por libertação. É o gemido de Ana quando chorou até que Deus a ouviu, e lhe deu um profeta por filho (1 Sm 1.1-20). É o mesmo também de Ezequias, a quem Isaías trouxe a palavra de Deus: “Vi as tuas lágrimas” (2 Rs 20.5), e cuja doença mortal foi transformada em vida.
         Neemias chorou, e suas lágrimas e olhos inchados foram notados pelo rei. Deus usou suas lágrimas para libertar o povo de Deus e para construir os muros de Jerusalém. Vez após vez, lemos nas Escrituras que Deus não desprezará a um coração quebrantado e contrito. “O Senhor já ouviu a voz do meu pranto” (Sl 6.8).
“Semear em Lágrimas”
         A Bíblia diz que devemos “semear em lágrimas” – semear a Palavra de Deus em lágrimas. Lembre do apóstolo Paulo que disse em Atos 20 que esteve entre os efésios por três anos de dia e de noite admoestando e pregando com lágrimas. Em 2 Coríntios 2.4, ele diz: “Porque em muita tribulação e angústia de coração vos escrevi, com muitas lágrimas”.
         Então ele falava a Palavra de Deus e escrevia a Palavra de Deus com lágrimas. E disse também para Timóteo: “…recordando-me das tuas lágrimas” (2 Tm 1.4).
         Se semearmos com lágrimas no nosso quarto em particular, então sairemos com um coração quebrantado, e veremos o fruto daquelas promessas que plantamos com fé. Esta é a verdadeira preparação de mensagens – não apenas a elaboração de um esboço, mas a entrega do coração e da mente diante de Deus.
“Servindo ao Senhor com Lágrimas”
         Paulo não só semeou a Palavra de Deus com lágrimas, mas serviu ao Senhor com lágrimas (At 20.19). O que isto significa? Só posso compreendê-lo em parte.
         “Servir ao Senhor com lágrimas” significa, eu creio, ministrar ao Senhor e sofrer junto com ele. Se algo terrível lhe acontecer, e alguém se aproximar e se sentar ao seu lado, e chorar junto com você, isto não lhe ministrará? Creio que no mesmo sentido, quando nos aproximamos ao Senhor, e esperamos nele, e choramos com o coração do nosso Pai celestial, estamos partilhando da sua angústia e do seus sentimentos. Estamos sendo “cooperadores de Deus” (1 Co 3.9).
         Queremos o poder de Deus, mas não queremos sua dor. Em Filipenses 3.10, Paulo escreveu da “comunhão dos seus sofrimentos” – (no plural). Também escreveu que ele e os outros obreiros estavam “como entristecidos, mas sempre se alegrando” (2 Co 6.10). É isto que Deus tem para nós. Como foi que perdemos esta maravilhosa espera, onde a presença do Senhor está sobre nós, de tal forma que entramos no anseio do seu coração e o servimos com lágrimas! No nosso ministério para o Senhor, não devemos negligenciar nosso ministério ao Senhor, entrando na intimidade do seu coração e partilhando dos seus sentimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta Foi a Sua Vida?


Todos Contra a Pedofilia

Bandeira do Brasil

Tempo

Tempo