Quando a tragédia bate (Parte II)

Aprendemos melhor por meio de tribulações e lágrimas


Por: Fred D. Jarvis

Às vezes, quanto mais provações, mais bênçãos teremos. Podemos ser eternamente enriquecidos por meio de testes, provações, lágrimas e tentações.

As provas nos tornam mais frutíferos e úteis para Deus. As aflições não são ações que Deus toma contra nós, mas a nosso favor. Ele não nos salva dos problemas, mas nos livra no meio deles. A adversidade é a prosperidade daqueles que adquirem grandeza interior. Aprendemos melhor por meio de tribulações e lágrimas. As aflições limpam e purificam a alma. A maior adversidade é não ter adversidade alguma.
As melhores lições da vida são aprendidas com ferro quente, na cova dos leões ou na fornalha de fogo. A grandeza vem de enfrentar gigantes e conquistá-los. Ficamos mais fortes por meio de estresse e luta. A maturidade cristã pode ser medida não pela quantidade dos problemas, mas pela maneira como lidamos com eles. Os problemas são menos importantes do que nossas reações a eles. Aprendamos a concentrar-nos menos nos problemas e mais no Salvador que pode solucioná-los.
Deus é um Perito Artesão, e seu toque pode moldar nossa vida para formar uma obra de perfeição e beleza. Ele sabe como trazer para fora o que há de melhor em nós. Nunca é agradável estar na fornalha da aflição, mas pode ser a melhor maneira que Deus tem para queimar e eliminar o refugo em nós e apurar o ouro precioso.
A vida é constituída de luz do sol e de chuva; de prazer e de dor; de escuridão e de luz. A alegria vem depois da tristeza. A paz vem depois da tempestade. As estrelas brilham mais forte quando a noite é mais escura. O arco-íris vem depois da chuva.
Atrito, desdém e crítica fazem parte da vida, mas são os apuros e obstáculos que formam o caráter da pessoa. Sem moinho, não há farinha; sem suor, não se produz o açúcar; sem dor, sem triunfo; sem cruz, sem coroa; sem nuvens não haveria arco-íris; sem ferida, não conheceríamos o socorro; sem o cálice, não haveria glória. As aflições são as sombras das asas de Deus. Elas nos aprofundam e desenvolvem como nada mais poderia fazer.
A escola da aflição sempre produz os melhores formandos. Conhecer a comunhão do seu sofrimento é uma das maiores bênçãos na vida. Cristo prova o seu poder no meio das nossas tribulações com mais eficácia do que em qualquer outra situação. O poder de Deus é maior nos apuros e pressões.

Deus pode transformar nossa tristeza em lucro

         Nada pode acalmar, consolar e confortar mais do que as mãos feridas de Jesus. As mãos furadas pelos cravos podem abençoar, guiar, proteger e providenciar. Deus sempre pode fazer algo bom sair da angústia e transformar nossas tristezas em lucro. Precisamos da manifestação visível do nosso Cristo invisível. É nas dores e nos conflitos que Cristo mais se revela a nós.
Há momentos de sombras e trevas, mas a alegria vem pela manhã (Sl 30.5). Não precisamos ficar inquietos e ansiosos. Podemos aprender a colher e a descansar ao mesmo tempo. Jesus é perito em lidar com problemas. Ele sabe como controlar pessoas e alterar situações. Vamos aprender a deixar nossas ansiedades nas mãos do Senhor, que é vivo e sabe como curar nossas feridas. O Espírito Santo sabe como tocar na nossa condição e nas nossas necessidades. Sua capacidade para confortar-nos é realmente admirável.
Aquele que suportou a cruz, desprezou a vergonha e morreu com coração partido sabe muito bem como curar os quebrantados de coração e libertar os cativos. Até o nosso Salvador aprendeu a obediência “pelas coisas que sofreu” (Hb 5.8). Não é de admirar que ele possa renovar coragem, estimular a fé, aprofundar o entendimento e dominar todas as situações da vida.
A Bíblia nos dá diretrizes gloriosas para uma vida radiante. Suas promessas oferecem segurança nas situações mais precárias. Nossa civilização está seriamente enferma, mas a Bíblia é uma fonte de terapia espiritual que serve para todas as necessidades presentes e futuras. O coração do homem é a verdadeira causa de todos os males, mas a Bíblia nos ensina como mudar a face da sociedade pela mudança do coração. O Cristo da Bíblia é a única esperança para este mundo confuso, extraviado, em conflito. O evangelho é o único remédio para os males do homem, desde o início até o futuro mais remoto.
Cristo nos guiará e nos fará atravessar o vale mais profundo. O Criador do nosso ser não comete erro algum quando permite que problemas e angústias entrem na nossa vida. O discípulo “peneirado” (Lc 22.31) e provado é o discípulo mais forte. As lágrimas são telescópios que nos permitem ver as estrelas. Não há Getsêmani que não tenha também um anjo para encorajar e fortalecer. Deus nos concede graça extraordinária para situações extraordinárias. Ele transforma aflições em avanços, problemas em promoções e provações em triunfos.
As nuvens podem entrar na nossa vida, mas para cada nuvem que Deus permite escurecer o nosso céu, ele envia um arco-íris especial. Graças a Deus pelos belos arco-íris que iluminam as nuvens mais escuras. Até para a nuvem da morte, há o arco-íris da imortalidade. Para cada nuvem, há uma borda prateada e, também, um arco-íris da graça e do amor de Deus.
Cristo dá um cântico no coração que torna a dificuldade mais branda. Ele alivia a nossa carga e ajuda-nos a sorrir mesmo na noite mais tenebrosa. Deus pode tornar as coisas do mundo muito quentes para nós a fim de que as soltemos, deixando que ele intervenha.
Há um provérbio chinês que resume essa verdade muito bem: “Uma pedra preciosa não pode ser polida sem atrito, nem o homem aperfeiçoado sem tribulação”. O solo umedecido com lágrimas é mais propício para a planta da verdade e da bênção.

Links: Artigo I
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta Foi a Sua Vida?


Todos Contra a Pedofilia

Bandeira do Brasil

Tempo

Tempo