Tenha coragem nesses tempos perigosos!

Existem alguns aspectos de avivamentos que só podem ser explicados em termos de soberania divina.

Estudiosos da História da Igreja teriam pouca dificuldade em citar muitos exemplos que confirmam essa opinião. Três aspectos que se destacam são:

As circunstâncias nas quais o avivamento é gerado

É nos momentos mais negros que a lâmpada do avivamento explode em esplendor. Os períodos mais sombrios da História frequentemente provaram ser o pano de fundo preto que serviu para destacar ainda mais a revelação da glória de Deus.
Crise econômica, decadência social, indiferença religiosa, esvaziamento de igrejas e até mesmo desastres nacionais, todos precederam, em determinado tempo na História, a manifestação do poder de Deus para salvar.
Os tempos ameaçadores nos quais vivemos hoje são em si mesmos um convite a Deus para que ele se levante e demonstre sua graça soberana.

Os instrumentos aparentemente inadequados que Deus usa para o avivamento

Com muita frequência, Deus deixa de lado os ministros treinados, enquanto homens e mulheres sem instrução e até rudes tornam-se canais de bênção. Não é uma questão de desprezar o conhecimento ou a cultura, mas de demonstrar que existem forças maiores do que a energia intelectual.
Não é a técnica que promove o derramar da graça de Deus. É a fé! É o amor! É a oração que não desiste!
A verdade de que “o vento sopra onde quer” nunca é mais evidente do que no avivamento. Em tais épocas, Deus pode tirar um servo humilde do anonimato e usá-lo para abençoar outros em larga escala. Mas o que importa – desde que o avivamento venha!

Os resultados tremendos provenientes de causas aparentemente insuficientes

Alguém se empenha em oração, uma pessoa desconhecida, fora da vista humana, e torna-se o impulso que desencadeia ondas de avivamento. A mão de um servo fraco e inofensivo, mas fiel, é usada para abrir as comportas – e as bênçãos jorram.
Com pouca organização, frequentemente fora de estruturas organizadas e apropriadas para o serviço, o avivamento se alastra como uma epidemia. Ninguém consegue achar uma causa adequada – por isso todos dão a glória a Deus.
Por tudo isso, é propósito de Deus que o povo dele anseie por avivamento, ore por avivamento, busque avivamento e se empenhe por avivamento. Nós não devemos ser negligentes em nosso empenho pelo fato de Deus ser soberano, mas é nossa responsabilidade nos esforçar para fazer a vontade dele, de tal forma que estejamos no meio da corrente de poder quando o avivamento começar a fluir.

Publicado originalmente por “Redemption Tidings” (Boas novas de redenção”


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta Foi a Sua Vida?


Todos Contra a Pedofilia

Bandeira do Brasil

Tempo

Tempo