Onde Estão as Lágrimas para O Avivamento? (Parte Final)

Por: Al Whittinghill

Quem Pedirá o Dom de lágrimas?
Tenho visto homens fortes e durões, homens que normalmente não chorariam, dizer: “Senhor, concordo com isto; quero pedir o dom de lágrimas”. Lembro-me de um homem desse tipo, um homem dedicado, mas que não tinha lágrimas nas suas orações. Ele pediu: “Senhor, quero o dom de lágrimas”.

Uma semana depois, ele estava numa reunião do conselho da sua igreja. A única coisa que conseguia dizer na reunião era: “Senhor, estou sentindo tanta angústia em favor da nossa igreja”. E disse o mesmo também aos outros diáconos presentes. De repente, começou a tremer por dentro, e não conseguiu mais ficar na sua cadeira. Caiu no chão e começou a chorar, e a clamar em agonia em favor da sua igreja. Os outros ficaram olhando, querendo saber o que estava acontecendo. Mas o Espírito Santo tomou conta dos seus corações também, e logo todos os diáconos estavam no chão, chorando diante de Deus em favor da igreja.
Temos de participar desta angústia do coração de Deus. Não podemos levar as cargas dele, se estivermos preocupados somente com as nossas. O Espírito Santo toma conta do coração e da mente, e logo se torna realidade que “não mais eu, mas Cristo” age em nós pela oração.
Isto não é nada natural. Este tipo de oração nunca acontecerá a menos que nossos corações sejam limpos, e a menos que nosso cativeiro tenha sido restaurado. Temos de estar diante dele como sacrifício vivo, apresentando a ele nossos corpos, nos dispondo como leitos de rio, para que ele ore através de nós. Nosso clamor é: “Senhor, usa-me e ora através de mim, até alcançar o alvo”. Este tipo de oração vai mudar o mundo! É algo de dimensão cósmica, e de efeitos espantosos. É Cristo orando em nós. Há um tremendo mistério e uma grandiosa majestade nisso. Que ministério nós temos!

“Buscai ao Senhor com Lágrimas”
A Bíblia foi escrita com lágrimas, e é às lágrimas que seus maiores tesouros se abrirão. “De todo o meu coração tenho te buscado” (Sl 119.10). Se você sair lá fora e olhar para o sol, e lágrimas não encherem seus olhos, você ficará cego. A pessoa que estuda a Bíblia, e já resolveu todos os impasses, freqüenta as melhores reuniões, e obtém verdades radiantes e brilhantes, contudo sem lágrimas, se tornará fariseu. Os sacerdotes cegos nem reconheceram Jesus quando esteve entre eles.
Nunca houve um avivamento enquanto a igreja não ficasse desesperada, enquanto não houvesse lágrimas. Estamos desesperados? A igreja está desesperada? Eu estou desesperado?
O Salmo 42 diz: “Como o cervo anseia pelas correntes das águas, assim a minha alma anseia por ti, ó Deus! A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo…” Minha alma é como um deserto seco. Preciso de água. “Quando entrarei e verei a face de Deus?”
Depois continua: “As minhas lágrimas têm sido o meu alimento de dia e de noite…” Não são palavras de quem está entoando um doce cântico. É alguém que não consegue comer, que não consegue fazer nada mais de dia ou de noite. Ele se coloca diante de Deus e diz: “Deus, rasga os céus! Age, ó Deus!” Suas lágrimas são a única coisa que sua boca está provando. Está clamando com agonia. É isto que precisa acontecer no nosso meio e na igreja do Senhor antes que o avivamento possa realmente chegar – a menos que Deus resolva fazer algo novo (o que tem todo direito de fazer, se quiser).
Não vejo muita esperança que a igreja chegue facilmente a esse ponto. Joel 2 fala de uma assembleia solene, e diz: “Chorem os sacerdotes, ministros do Senhor…” (v. 17). A palavra significa, na verdade, “uivar”, e é uma ordem, não uma sugestão. Era para ser feito continuamente, entre o pórtico e o altar, ou seja, entre o altar de oração e o pórtico, onde o povo ficava, intercedendo com oração e uivos.
Este é o anseio do Senhor, é o que pesa seu coração. Foi o que aconteceu no cenáculo, por dez dias antes do Pentecoste, cumprindo o que Joel havia ordenado, de tal forma que Pedro pudesse falar: “Isto é o que foi dito pelo profeta Joel” (Atos 2.16).

O Verdadeiro Clamor de Coração por Avivamento
Você gostaria de receber o dom de lágrimas? Eu creio que se pedirmos o dom de lágrimas ao Senhor, ele o dará a fim de podermos realmente clamar de coração por avivamento. Não existe nenhum clamor de coração por avivamento onde não há lágrimas.
Deus nos oferece: “Você permite que lhe dê meu coração?”
“Mas Senhor,” respondo, “é um coração quebrado!”
“Sim, e assim estão os corações de todos aqueles que verdadeiramente são meus. É através desses corações quebrantados e contritos que posso liberar meu Espírito, especialmente em intercessão à medida que a pessoa se coloca diante de mim no seu recanto de oração com a Bíblia aberta. Ela toma as promessas de Deus e faz intercessão de acordo com a vontade do Pai.” E então Deus Pai ouve, como ouviu em Êxodo: “Tenho ouvido o seu clamor… porque conheço os seus sofrimentos” (3.7).

Senhor, Restaura Nosso Cativeiro!
Somos muito duros e temos medo dos sentimentos. Ou em outras palavras, estamos em cativeiro. Estamos fechados no nosso egoísmo, e naquilo que outros podem pensar de nós. Não é uma questão de gostar de lágrimas, nem de pedir que o Senhor nos faça mais emotivos. Pelo contrário, é dizer: “Senhor, dá-me o privilégio de entrar nas orações da própria divindade. Permite que eu entre nesta dimensão de oração. Torna-me a ti, ó Senhor, e serei restaurado. Restaura meu cativeiro!”
Ah, que Deus derramasse seu Espírito de graça e súplicas, como diz em Zacarias 12.10! Mas depois diz que prantearão e chorarão.
Estamos dispostos a ir além daquilo que já experimentamos? Estamos dispostos a cair de rosto em terra e realmente orar? Jesus “adiantando-se um pouco, prostrou-se com o rosto em terra e orou…”(Mt 26.39). “E, posto em agonia, orava mais intensamente…” (Lc 22.44). É isso que Deus quer nos ensinar. Não importa o quanto você já aprendeu ou o que já sabe sobre oração. É o que ele quer ensinar agora, nesta hora da igreja, nesta hora da história, que importa.
Quando fizermos assim, torrentes passarão por nossa vida pessoal e por nossas famílias, e limparão tudo, limparão nossas igrejas, limparão nossa terra. Será algo espantoso. Mas não acontecerá sem oração.
Você permitirá que o Senhor o quebrante? Ele ouvirá o clamor daqueles que o invocam de dia e de noite. “No dia em que eu clamei, atendeste-me; alentaste-me, fortalecendo a minha alma”(Sl 138.3).
Al Whittinghill ministra em conferências e campanhas evangelísticas através do mundo com o grupo “Ambassadors for Christ, International (Embaixadores por Cristo, Internacional), com sede em Geórgia nos Estados Unidos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta Foi a Sua Vida?


Todos Contra a Pedofilia

Bandeira do Brasil

Tempo

Tempo