Babilônia: Por que a nova novela da Globo tem esse nome?

Com o lançamento de mais uma novela da Rede Globo com o sugestivo nome de Babilônia, muitas pessoas têm me perguntado o significado dessa palavra e porque uma novela teria esse nome tão estranho.

Quase todo mundo já leu alguma vez o nome Babilônia na Bíblia Sagrada. Neste artigo vou explicar tanto o significado literal da palavra Babilônia como também significados figurados que a Bíblia aplica a ela e que nos ajudarão a entender porque uma novela usaria este nome.

O que significa Babilônia?

Em termos geográficos Babilônia era o nome de uma região e de sua capital que ficava às margens do grande rio Eufrates. Na Bíblia, a primeira menção deste lugar é em Gênesis 10.10, que cita essa região com o nome de “Babel”: “O princípio do seu reino foi Babel, Ereque, Acade e Calné, na terra de Sinar”.
Foi neste lugar que homens que não amavam a Deus se ajuntaram para construir uma torre que alcançasse os céus e ali tiveram a sua linguagem confundida por Deus, frustrando o plano deles e dando origem a diversos idiomas (Gênesis 11.1-9). É o famoso episódio da torre de Babel. Mais tarde, por exemplo, em 2 Reis 17.24 já vemos a menção do nome “Babilônia” sendo usado em lugar de Babel. Na atualidade a região geográfica da Babilônia antiga corresponde ao território do Iraque.
Em termos de significado, a palavra Babilônia na Bíblia vem do hebraico “babel” e significa “confusão”, uma confusão geralmente por alguma mistura de coisas.
A Babilônia é, na maioria das vezes, mencionada na Bíblia como inimiga dos israelitas, do povo de Deus, levantando-se com muita força contra ele. A Babilônia foi usada por Deus para levar seu próprio povo, os israelitas, de volta ao cativeiro por terem quebrado a aliança com o Senhor (2 Reis 25). Um duro castigo para eles. O rei da Babilônia na época era o famoso e cruel Nabucodonosor.
Porém, Babilônia é usada na Bíblia, principalmente no livro profético de Apocalipse, também como símbolo de perversão e abominação e de tudo aquilo que se opõe contra os princípios estabelecidos por Deus e contra os Seus servos. Veja o texto de Apocalipse 17:5: “Na sua fronte, achava-se escrito um nome, um mistério: BABILÔNIA, A GRANDE, A MÃE DAS MERETRIZES E DAS ABOMINAÇÕES DA TERRA.”
Agora podemos compreender melhor a escolha do nome Babilônia para a novela citada, já que, segundo as publicações de pré-lançamento da novela, fica claro que haverá na trama uma grande mistura de perversões e abominações como traições, assassinatos, relacionamento homossexual, ganância, corrupção e uma série de outras coisas que representam claramente tudo aquilo que desagrada a Deus. Uma mistura realmente confusa e abominável como o nome sugere.
Cabe a cada um avaliar se vale à pena deixar a Babilônia entrar ou não em seu lar.
Eu prefiro ouvir o conselho super atual do salmista: “Não porei coisa injusta diante dos meus olhos; aborreço o proceder dos que se desviam; nada disto se me pegará. Longe de mim o coração perverso; não quero conhecer o mal.” (Sl 101:3-4).

Por: Presbítero André Sanchez

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta Foi a Sua Vida?


Todos Contra a Pedofilia

Bandeira do Brasil

Tempo

Tempo