Vitória completa!

Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas (Efésios 1:7).

Martinho Lutero, um dos pioneiros da Reforma, era um homem abençoado por Deus. Coube a ele testificar novamente sobre a verdade da justificação pela fé somente, tarefa cumprida em suas famosas 95 teses. Menos conhecidas foram suas lutas interiores antes de encontrar a paz com Deus. Ao ler as Santas Escrituras, Lutero compreendeu que o homem não pode ser justificado diante de Deus por obras humanas, por mais maravilhosas que sejam.
Pouco tempo depois de sua conversão, Lutero teve um sonho. O diabo se aproximava dele com uma pilha de papéis escritos. Na primeira página estava uma terrível lista de pecados cometidos na juventude de Lutero. “Você se lembra de todos esses pecados?”, perguntou Satanás. O diabo então leu duas outras páginas com mais pecados horrendos. Lutero começou a se sentir envergonhado e pensativo. Certo do triunfo, o diabo foi saindo. De repente, Lutero reagiu e disse: “Me dê essas folhas!” No sonho, ele arrancou os papéis acusatórios da mão do diabo e escreveu neles: “O sangue de Jesus Cristo, o Filho de Deus, me limpa de todo pecado”.
Que vitória! Resistir a Satanás firmemente baseado na vitória da cruz é o maior lembrete que podemos dar a ele de sua derrota pelas mãos e pés de nosso Senhor Jesus Cristo.
A vitória na cruz foi completa, pois o Senhor Jesus, “havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária... a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz. E, despojando os principados e potestades, os expôs publica­mente e deles triunfou em si mesmo” (Colossenses 2:14-15).


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esta Foi a Sua Vida?


Todos Contra a Pedofilia

Bandeira do Brasil

Tempo

Tempo